Instituto Argonauta realiza soltura de ave marinha em São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo


A ave foi resgatada no dia 23 de março em Caraguatatuba/SP e recebeu cuidados especiais durante 15 dias na base de estabilização do Argonauta em São Sebastião

O Instituto Argonauta realizou no último sábado, dia 11 de abril, a soltura de um Atobá-marrom macho (Sula leucogaster) na Praia Grande de São Sebastião, litoral norte paulista. O animal foi resgatado no dia 23 de março, pela equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, na Praia do Romance em Caraguatatuba – região do Porto Novo – e passou por cuidados especiais durante 15 dias antes de ser devolvido para seu habitat natural.

De acordo com os profissionais do Instituto, o animal foi encontrado com dificuldades para voar. Muito debilitado, estava caquético, apresentava sinais de desidratação e excesso de areia em suas penas. Apesar disso, estava em estado de alerta.

Antes da soltura, o animal passou por tratamento na Unidade de Estabilização de São Sebastião durante 15 dias, até se alimentar sozinho e conseguir alcançar voos. Foram realizados exames pré-soltura, cujo resultados apresentados estavam de acordo com os valores normais da espécie.

Atobás-marrons são comuns na costa brasileira, principalmente na região sudeste, onde, aqui na região se reproduzem no Arquipélago de Alcatrazes. Capturam suas presas mediante mergulhos rasos e vivem cerca de 25 anos, atingindo maturidade sexual em torno de três anos. Sua envergadura chega a 1,55m e sua altura 85 cm. Pesa em torno de 1,5kg.

Sobre o Instituto Argonauta
O @institutoargonauta, é uma organização não governamental sem fins lucrativos, criada pela diretoria do Aquário de Ubatuba e que atua em todo litoral norte de São Paulo com projetos de resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, além de ser uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Argonauta monitora o Trecho 10, compreendido entre São Sebastião e Ubatuba.

Seja um Argonauta!
Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800-6423341 ou diretamente para o Instituto Argonauta: (12)3833-4863 / (12) 3834-1382 (Aquário de Ubatuba) / (12) 38335753 / (12) 99705-6506 – WhatsApp. Também é possível baixar gratuitamente o Aplicativo Argonauta, disponível para os sistemas operacionais iOS (APP Store) e Android (Play Store). No aplicativo, o internauta pode informar ocorrências de animais marinhos debilitados ou mortos em sua região.
Conheça mais sobre o nosso trabalho em: www.institutoargonauta.org e www.facebook.com/InstitutoArgonauta/

Veja no vídeo o momento da soltura do Atobá (Créditos: Divulgação/Instituto Argonauta)

ASCOM ARGONAUTA
Carine Corrêa (MTB 67.657/SP)
Assessoria em Comunicação
E-mail: carinefscorrea@gmail.com
Endereço: Tv. Baitacas, nº 20, bairro Perequê-Açu, Ubatuba/SP – CEP 11680-000
Telefone: (12) 3833-4863
Celular: (12) 99626-6922 – WhatsApp

Desenvolvido por: