Nota de esclarecimento do Aquário de Ubatuba e Instituto Argonauta sobre uso de imagem fora de contexto


Ubatuba, 28 de abril de 2020.

Quanto a foto que circula nas redes sociais como chamada da matéria “Decreto do ministro de meio ambiente Salles, gera protestos no litoral norte”, do Portal Tamoios News, venho pelo presente manifestar alguns esclarecimentos.

Como muitos sabem, mas poucos admitem, o Aquário de Ubatuba foi a primeira instituição do Brasil, junto com o Projeto Tamar, a implementar uma campanha contra o lixo no mar.  Ademais, o Instituto Argonauta, fundado pela diretoria do Aquário de Ubatuba, tem um trabalho ainda mais consistente em relação ao lixo marinho no litoral norte, realizando a coleta diária, triagem e análise de dados sobre a presença de lixo nas praias, emitindo mensalmente, junto com o Aquário, o Boletim do lixo no litoral norte. E foi devido todo esse trabalho pioneiro, que essas instituições foram convidadas a participarem do Lançamento do Plano de Ação Nacional de Combate ao Lixo no Mar, que aconteceu em 22 de março de 2019, na cidade de Ilhabela, no qual estava presente o ministro do meio ambiente. A outra pessoa que aparece na foto além de mim, Hugo Gallo, é a Dra. Tatiana Neves, Coordenadora do Projeto Albatroz. Projeto este, que se configura como um dos pilares da conservação da fauna no Brasil, e cujo currículo dispensa qualquer apresentação. Assim, em face à relevância do lixo marinho com a fauna, incluindo o albatroz, ela também estava no evento, e nesse momento foi tirada essa foto. Naquela circunstância, se falava em parceria com o governo federal para se estabelecer um plano de combate ao lixo no mar.

Por infelicidade, na data de ontem, o Portal Tamoios News postou essa foto como chamada da matéria que manifesta o descontentamento dos ambientalistas do litoral norte, quanto ao Despacho nº 4410/20 do ministro do meio ambiente, o qual altera o entendimento sobre as áreas até então consideradas de mata atlântica, e que partir deste, passam a ser regradas pelo código florestal.

Descontentamento do qual, eu, Hugo, não me excluo.

Assim, a foto foi totalmente fora do contexto, e por pedido nosso, meu e da assessoria do Projeto Albatroz, foi solicitado que se retirasse do Portal, uma vez que não fazia alusão ao tema da matéria.

Entretanto, algumas pessoas com o intuito de prejudicar nossa imagem, continuam compartilhando e comentando o que na verdade é atemporal. Ao meu entender, isso no mínimo caracteriza má fé, uma vez que o jornal já retirou a imagem e se corrigiu, mas algumas pessoas na internet continuam tentando fazer algo para difamar e prejudicar nossa imagem, fato este, que não conseguimos entender, haja vista que temos um trabalho e comportamento sempre pautado na conservação do meio ambiente, independente de posicionamentos políticos.

Sempre alicerçamos nossas ações em prol do meio ambiente, e quem tenta firmar o contrário são pessoas que querem causar calúnia e difamação. Nosso posicionamento quanto ao Despacho nº 4410/20, assim como nosso posicionamento quanto as questões relativas à conservação do meio ambiente, em todos os fóruns, conselhos, comitês, sempre foi e sempre será o mesmo – na tentativa de colocar a conservação em primeiro lugar, aliada ao desenvolvimento de forma sustentável. Posicionamento este, que será enviado por oficio ao ministro de meio ambiente e logo após daremos publicidade.

Em tempo, essas pessoas que ultrapassaram os limites da razoabilidade em suas manifestações serão acionadas na justiça e terão que responder por suas afirmações.

 

Oceanólogo Hugo Gallo Neto

Diretor Executivo do Aquário de Ubatuba

Presidente do Instituto Argonauta para conservação costeira e marinha

 

 

Desenvolvido por: